Faça as pazes com o seu corpo, se ame!

Quantas vezes você se olhou no espelho e se sentiu totalmente feliz com o que viu? Muita gente nem se lembra a última vez que gostou da própria aparência, mas você já parou pra pensar os motivos que o levam a ter insatisfação com seu corpo?

Somos criados em uma sociedade que nos cobra um padrão de beleza estilo “Barbie e Ken”, mas as pessoas não param pra pensar que aqueles bonecos tão “lindos” seriam completamente desproporcionais em dimensões humanas. E se você não está dentro desse padrão (acredite, ninguém está) começa a se sentir mal, pois muitas vezes ouvimos comentários sobre nossa aparência que nos deixam pra baixo, pois as pessoas que criticam não fazem ideia da consequência das suas palavras em nossa autoestima.

A verdade é que não existe um corpo perfeito a ser seguido, nem o melhor corte e cor de cabelo, nem o peso ideal ou as medidas dos sonhos. Mais uma vez entramos em uma questão utópica que só nos faz sofrer, queremos ser o que as pessoas acham que devemos ser, e isso é um caminho mortal. Pois com isso deixamos de nos conhecer e nos amar.

O primeiro passo é deixar a cobrança da sociedade de lado para não ter sua visão sobre si mesma distorcida. Muita gente adora criticar a aparência dos outros ou diz que está gordo demais, ou magro demais, a cor do cabelo tá feia, o corte não combina com o rosto, e cabelo cacheado credoo.

Pois bem, o problema é que o peso, as roupas, o cabelo é algo muito INDIVIDUAL, ninguém tem o direito de criticar a aparência de outra pessoa por não gostar.

Vou dar o meu próprio exemplo eu estou acima do peso há muitos anos, e travo uma guerra com a balança desde o início da adolescência. Mas só de uns tempos pra cá comecei a parar pra pensar se o meu desespero para emagrecer é por eu querer ou porque as pessoas me cobram isso por meio de piadinhas ou comentários ácidos?

E quando eu digo as pessoas, estou falando de pessoas próximas a mim, que muitas vezes não falam por mal, mas por terem suas visões do ideal de beleza também afetados pela cobrança da nossa sociedade.

Outra coisa que ouvi muito é que tenho que emagrecer pela questão da saúde, que o sobrepeso aumenta o risco de muitas doenças. Até aí tudo bem, mas vamos a alguns fatos: eu sou uma pessoa saudável, tenho apenas hipotireoidismo (o que diga-se de passagem dificulta pra caralho emagrecer, mas não é determinante) que é uma doença hereditária e que mantenho controlada.

Já passei por diversos médicos tentando entender o motivo de ser tão difícil emagrecer pra mim, e encontrei profissionais preconceituosos e sem noção. Muitos diziam que eu teria que emagrecer 25 kg, mas meu biotipo é de uma pessoa digamos mais “robusta”.

Quando era criança era muito magra, mas meu biotipo era de pernas e braços mais fortinhos, mas ainda assim ouvia que era magra demais (difícil agradar, né?). Minha atual endocrinologista disse que seria interessante eu perder 10kg para conseguir controlar a tireóide com mais facilidade e que preciso entender que meu biotipo é de uma pessoa maior, aqueles 25kg que outros médicos diziam que eu devia perder é irreal.

Minha sogra está com o peso ideal, mas tem problemas de pressão e está com o colesterol alto, doenças que são usadas como desculpa para amedrontar pessoas que estão acima do peso. Um dos maiores mitos que ouvimos é que gente gorda é doente, ou vai ficar doente. Mas o que realmente causa essas doenças são estilos de vida tóxicos, má alimentação e sedentarismo.

Ah mas gordo é gordo porque não faz exercício e só come besteira. MENTIRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

O meu marido é muito magro, e adivinhem, ele também ouve críticas por ser magro demais, escuta apelidos ofensivos e brincadeiras desnecessárias tudo por conta do seu corpo. Eu e meu marido temos uma alimentação muito parecida, mas ainda assim ele emagrece e eu engordo pois somos DIFERENTES, nossos metabolismos são diferentes.

O que eu quero te dizer é que cada um tem um corpo diferente, um biotipo diferente, um metabolismo diferente. Antes de criticar alguém por seu corpo, pare e pense que ISSO NÃO É DA SUA CONTA.

Pra você que está insatisfeito com seu corpo gostaria de te propor um exercício pra que você se conheça e entenda se as mudanças que você gostaria de fazer na sua aparência, são realmente por você ou pela pressão da sociedade.

  • Você já teve um momento em que não estava preocupado com sua aparência até que ouviu uma crítica e começou a reparar no seu corpo e se sentir mal?
  • Você acredita que para ser considerada uma pessoa bonita tem que ter um corpo diferente do seu corpo atual?
  • Quantas vezes as críticas a sua aparência te deixou pra baixo?
  • Imagine a pessoa que você considera a mais bonita do mundo. Ela tem algum traço que pareça com você? Cor da pele, tipo do cabelo, biotipo?
  • Você se considera uma pessoa saudável, independente do seu corpo?
  • Quando você está se arrumando para sair com sua paquera, se arruma mais do que se fosse sair sozinho?
  • Você deixa de aproveitar uma festa ou comer algo que gosta com medo de engordar?
  • Você se compara fisicamente com outras pessoas?
  • Você acha que precisa mudar sua aparência para que algumas pessoas gostem de você?

Deu pra perceber como muitas vezes podemos estar presos na ideia de que precisamos ser diferentes para agradar os outros?

Eu já fiz todas as coisas acima, mas hoje minha visão é diferente. Ainda estou pensando se quero emagrecer por mim ou pelos outros, mas estou cuidando de mim e principalmente POR MIM, busco ter uma alimentação melhor para que meu corpo tenha os nutrientes que precisa para se manter saudável, mas parei de me privar do que gosto de comer pra não engordar.

Quero me exercitar mais, mas POR MIM, pra ter mais disposição, pra melhorar a qualidade do meu sono, mas vou buscar algo que eu goste e que me sinta bem fazendo, não aquele exercício que queima mais caloria.

Não estou dizendo que você deve ficar como está, ou deve emagrecer, ou deve engordar, ou alisar o cabelo, ou deixar os cachos soltos. Estou dizendo para avaliar o melhor pra você e que independente do que você decidir fazer, faça POR VOCÊ. Esqueça a opinião alheia, a única coisa realmente feia no ser humano é a falta de noção de criticar o próximo por se achar melhor ou nesse direito.

Cuide da sua auto estima acima de qualquer coisa. Estime-se, ame-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *