Cuidado, pode ter um amigo ou amiga tóxicos pertinho de você

Somos obrigados a conviver com vários tipos de pessoas desde cedo, com nossos familiares, colegas de classe e posteriormente colegas de trabalho. E sempre acabamos nos identificando e nos aproximando de algumas pessoas e construindo nossas relações de amizade.

Em minha opinião a amizade é tão importante quanto o amor, afinal para que o nobre sentimento de amor exista é necessário que a amizade esteja presente.

Uma das definições de amizade abordadas pelo dicionário é de um:

  • sentimento de grande afeição, simpatia, apreço entre pessoas ou entidades.

Ao longo dos anos vamos conhecendo e cultivando amigos por onde passamos, mas muitas vezes a vida e o tempo nos afastam de algumas dessas pessoas. Certamente hoje você não tem o mesmo número de amigos que tinha há cinco anos atrás e talvez esse número reduza ainda mais nos próximos cinco anos.

Mas fique tranquilo que quando o quesito é amizade a quantidade não importa, o que vale mesmo é a qualidade. E é aqui que quero pedir a sua atenção.

Quantas vezes você se sentiu desconfortável na presença de um “amigo”? Talvez seja o momento de começar a rever quem quer manter ao seu lado nos próximos anos, especialmente como forma de garantir a sua saúde mental.

Eu classifico as amizades tóxicas em 5 tipos:

Amigo competidor

Pra mim não existe nada mais irritante do que você estar com um problema e tentar desabafar com uma pessoa sobre o que está passando e o que está sentindo e ela simplesmente ignorar tudo que você disse para dizer o quanto a vida dela é pior. Ou quando você conquista ou compra algo novo e a pessoa rebaixa o que você adquiriu dizendo que ela ou alguém que conhece tem algo melhor que o seu. Isso é simplesmente desmotivador e não faz parte da relação de amizade. Ser amigo é ter a delicadeza de calar de vez em quando para ouvir o que o outro tem a dizer, e saber que você também terá a mesma liberdade para se sentir feliz ou triste na presença dessa pessoa sem se sentir em uma competição.

Amigo conveniente

Sabe aquele amigo que só te procura quando precisa de algo? Ou quando não tem mais ninguém para ajudá-lo? Esse tipo de pessoa só busca sua presença quando é conveniente para ela, pois quando é você quem precisa existem mil desculpas do tipo “é aniversário da cachorra da vizinha da minha tia, não vai dar pra eu te ajudar hoje”. Afaste-se desse tipo de gente e aprenda a ignorar os apelos, pois quando eles precisam da sua ajuda conseguem ser bem convincentes e até tentam fazer você sentir culpa se recusar a ajudá-los. Não existe culpa em se valorizar!

Amigo não faz mais sentido

Algum tempo atrás você e essa pessoa não se desgrudavam, se falavam o tempo todo, saíam para vários lugares, mas parece que agora não faz mais sentido? O assunto é diferente, você já não se sente mais à vontade? Saiba que tudo bem não continuar com uma amizade que não seguiu seu fluxo, algumas pessoas cumprem seus papéis em nossa vida por um tempo, mas depois não se encaixam mais, assim como também deixamos de fazer parte da vida de outras pessoas. É muito mais honesto com você e com essa pessoa se afastar do que manter uma falsa amizade por medo de magoar alguém.

Amigo juiz

Tem sempre aquela pessoa que se julga dona da razão o tempo inteiro, já percebeu algum amigo que você tem preguiça de discutir pois ele sempre está certo e você errado? Esse tipo de pessoa não agrega em nada sua vida e faz com que você se sinta culpado constantemente com suas ações ou não te deixa à vontade para expressar sua opinião sobre algum assunto. Uma verdadeira relação de amizade envolve compreensão e ajuda e não apenas julgamentos desnecessários.

Amigo de balada

Especialmente quando se é solteiro, encontramos diversos desse tipo de amigo, são ótimas pessoas para sair e conversar. Estão prontos para qualquer convite, são divertidos e fazem parte de histórias memoráveis de balada, mas nem sempre são pessoas que estarão ao seu lado no dia a dia. Muitas pessoas conseguem apenas conviver com os acontecimentos bons da sua vida, e não conseguem apoiar alguém em um momento de perda ou tristeza, podem ser considerados bons colegas de balada, mas não amigos.

É muito importante escolher com quem você quer conviver e compartilhar suas conquistas e tristezas, pois esses sim podem ser chamados de amigos e precisam ser pessoas que prezam pelo seu bem estar. Isso faz parte do cuidado da sua saúde mental, não se diminua para manter pessoas que não te fazem bem por perto. Toda relação precisa de reciprocidade para se manter saudável.

Com o tempo você vai acabar percebendo cada tipo de falso amigo dessa lista, muitas vezes essas pessoas não fazem por mal, mas não são amigos verdadeiros e podem acabar te deixando pra baixo e sugar sua energia. Por isso é sempre bom ficar prestar atenção nos sinais, se essa amizade está agregando ou não na sua convivência.

Se perceber alguma dessas pessoas afaste-se por um tempo e veja se realmente quer manter essa amizade, tudo bem se não quiser. Você em primeiro lugar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *